O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso. Acesso em uma conta existente ou Registrar uma nova conta.

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.
  • A contribuição é original e inédita, e não está sendo avaliada para publicação por outra revista.
  • O arquivo da submissão está em formato Microsoft Word.
  • URLs para as referências foram informadas quando possível.
  • O texto está em espaço 1,5 cm, usa uma fonte times New Roman de 12-pontos; emprega itálico em vez de sublinhado (exceto em endereços URL); as figuras e tabelas estão inseridas no texto, não no final do documento na forma de anexos.
  • O texto segue os padrões de estilo e requisitos bibliográficos descritos em Diretrizes para Autores, na aba SUBMISSÃO.
  • O arquivo está sendo enviado sem a identificação (nomes dos autores e afiliações)
  • A pesquisa foi aprovada pelo CEP (Comitê de Ética em Pesquisa) ou do CEUA (Comissão de Ética no Uso de Animais) e o número do parecer/CAAE está incluído nos materiais e métodos. (Para a pesquisa que não é necessário a apreciação pelo CEP ou CEUA, assinalar mesmo assim este item).
  • Os dados apresentados foram coletados nos últimos três anos.

Diretrizes para Autores

INSTRUÇÕES GERAIS AOS AUTORES

  • Os artigos submetidos à Revista de Ciências da Saúde Nova Esperança devem ser apresentados de acordo com as normas próprias de cada tipo de artigo e seguir a estrutura: Resumo (Português e Inglês), Introdução, Material e métodos, Resultados e Discussão, Conclusão e Referências. Serão aceitos artigos nos idiomas português e inglês, sendo dada prioridade ao último. (A utilização do inglês americano ou britânico é aceita, mas não uma mistura de ambos).
  • O processo de revisão é por pares e o tipo de revisão é às cegas.
  • Os artigos em inglês terão resumo em português e os escritos em português terão resumo (abstract) escrito em inglês.
  • O artigo aprovado será submetido à revisão gramatical e de estilo, tanto dos artigos submetidos em português quanto em inglês, com o propósito de melhorar a compreensão do leitor.
  • Procedimentos Éticos – caso o artigo submetido empregue procedimentos metodológicos que envolvam a utilização de dados diretamente obtidos com os participantes ou de informações identificáveis ou que possam acarretar riscos na vida cotidiana, deverá ser anexado cópia de parecer favorável (Certidão de Ética em Pesquisa) emitido por um Comitê de Ética em Pesquisa, reconhecido e cadastrado no Sistema Plataforma Brasil/Comissão Nacional de Ética em Pesquisa. Pesquisas que envolvem animais, deve ser enviada a certidão de aprovação do projeto de pesquisa pelo CEUA (Comissão de Ética no Uso de Animais).
  • As referências serão escritas nas normas Vancouver (Referências Vancouver);
  • Os artigos devem ser submetidos em MS Word 97 ou posterior.
  • O arquivo de texto deve ser enviado sem a identificação (nomes dos autores e afiliações). O preenchimento destas informações se dará na própria plataforma, em metadados da submissão.

Os manuscritos encaminhados para publicação deverão atender às seguintes especificações:

  1. Formatação – seguirá as normas: digitado em formato DOC; corpo do texto justificado; fonte Times New Roman, tamanho 12, espaçamento entre linhas 1,5 cm; configuração de página: 3 cm para margens superior e esquerda; 2 cm para margens inferior e direita; em papel tamanho A4. As linhas não devem ser numeradas.
  2. Título e Subtítulo (quando houver) em caixa-alta, centralizado e em negrito, tamanho 12.
  3. Autores – Aceitam-se, no máximo, 6 (seis) autores por trabalho. Os nomes completos dos autores devem vir sem abreviações. Apresentar na afiliação: formação e maior titulação de cada autor, e-mail,  instituição de origem, CEP, Cidade e Estado. 
  4. É obrigat´ório que todos os autores coloquem em seu cadastro o número do ORCID (Open Researcher and Contributor ID): https://orcid.org/register e o link dee acesso ao Currículo Lattes. A submissão não será finalizada sem estas informações.

 

NORMAS ESPECÍFICAS PARA OS TEXTOS

Resumo dos artigos – Os resumos devem seguir a norma ABNT 6028:2003 e apresentar os seguintes itens: título em caixa-alta e em negrito alinhado à esquerda; texto em língua portuguesa, espaçamento simples, com no máximo 300 palavras. Deverá expressar de maneira precisa e concisa, a introdução, os objetivos, a metodologia (materiais e métodos) utilizada, resultados e conclusões que o(s) autor(es) considera(m) justificadas. A elaboração deve permitir compreensão sem acesso ao texto, inclusive de palavras abreviadas. O resumo deverá ser acompanhado de no mínimo três e no máximo cinco palavras-chave, separadas por ponto, e que são palavras ou expressões que identificam o conteúdo do artigo. Para os artigos submetidos na área de ciências da saúde, as palavras-chave deverão ser baseadas no DeCS (Descritores em Ciências da Saúde), publicado pela Bireme, que é uma tradução do MeSH (Medical Subject Headings) da National Library of Medicine. O DeCS pode ser consultado através do endereço eletrônico: http://decs.bvs.br. As palavras-chave devem vir no final do Resumo, alinhadas à esquerda. Resumo em língua inglesa – Abstract. Como elemento pós-textual, este resumo deve vir no final do texto, antes das referências. Segue os mesmos padrões na versão em português e deve ser absolutamente fiel ao original. O título do trabalho também deve ser traduzido para língua estrangeira escolhida, ficando centralizado e em caixa alta. Se o trabalho for escrito em inglês, o resumo ao final do texto deverá ser em língua portuguesa.

  1. Artigos Originais: São trabalhos resultantes de pesquisa original, de natureza quantitativa ou qualitativa. Sua estrutura deve apresentar necessariamente os itens: Título (português), Resumo, Introdução, Material e Métodos, Resultados e Discussão, Conclusão, Título (inglês), Abstract e Referências Bibliográficas. (Ver ABNT 6022/2018).

Itens que compõem esta seção

Introdução: Deve estabelecer com clareza o objetivo do trabalho e sua relação com outros trabalhos no mesmo grupo. Extensas revisões da literatura na introdução não serão aceitas. Deve esclarecer: a) a natureza do problema cuja resolução se descreve no artigo; b) a essência do estado da arte no domínio abordado (com referências bibliográficas mais atuais possíveis); e c) o objetivo do artigo e sua relevância (justificativas) para fazer progredir o estado da arte. É fundamental enfatizar a lacuna que está sendo preenchida com a realização do trabalho, mostrando a importância da publicação para o preenchimento ou complementação de informações inexistentes, escassas ou incompletas na área estudada.

Material e Métodos: Neste item deve ser descrito os materiais utilizados, o local de execução da pesquisa ou da coleta dos dados e as variáveis incluídas na pesquisa. Além disso, deve ser determinada e caracterizada a população e a amostra, os procedimentos para coleta de dados, com referência aos métodos e as técnicas utilizadas, detalhando técnicas e equipamentos novos e evitando descrições extensas de métodos rotineiros. Incluir também o tratamento estatístico, de modo a permitir reprodutividade. Não devem ser utilizados nomes comerciais, nomes pessoais ou fotos que exponham pacientes e similares, nem seus números de registro hospitalar. Quando a pesquisa envolve seres humanos, ainda que envolvam somente aplicação de questionários, revisões de prontuários, análises retrospectivas, análises anatomopatológicas, levantamentos genéticos, levantamentos sociais e levantamentos epidemiológicos em geral, deve ser feito o encaminhamento do protocolo de pesquisa para um Comitê de Ética em Pesquisa (CEP) e, após aprovação do protocolo, é que o estudo pode ser realizado. Pesquisas que envolvem animais, deve ser enviada a certidão de aprovação do projeto de pesquisa pelo CEUA (Comissão de Ética no Uso de Animais).

Resultados e Discussão: Todos os resultados devem ser apresentados em sequência lógica no texto, de maneira concisa, fazendo, quando necessário, referências apropriadas à tabelas, gráficos e quadros que sintetizem achados experimentais ou figuras que ilustrem pontos importantes. Orienta-se evitar superposição de dados como textos e como tabelas. Destaque apenas para as observações mais importantes, com um mínimo de interpretação pessoal. Utilizar gráficos simples e de fácil compreensão. Sempre que necessário, os dados numéricos devem ser submetidos à análise estatística. A discussão deve restringir-se aos dados obtidos e aos resultados alcançados, enfatizando os novos e importantes aspectos observados com foco em explicar e justificar as causas e consequências dos resultados encontrados, permitindo-se também, c e discutindo as concordâncias e divergências com outros achados já publicados, Comunicações pessoais ou publicações de caráter restrito devem ser evitadas como provas de argumento. Hipóteses e generalizações não baseadas nos dados do trabalho devem ser evitadas. As limitações do trabalho bem como suas implicações para futuras pesquisas devem ser esclarecidas.

Conclusão: Deve-se apresentar a conclusão ou o conjunto de conclusões mais importantes, evitando detalhes não pertinentes, como repetição de resultados e discussão. A conclusão responde aos objetivos do trabalho.

Agradecimentos (opcional): Devem ser dirigidos à pessoas ou instituições que realmente contribuíram de maneira relevante à elaboração do trabalho, restringindo-se ao mínimo necessário. Devem ser apresentados no final do texto, breves e diretos.  Os nomes de participantes que contribuíram, intelectual ou tecnicamente, em alguma fase do trabalho, mas não preencheram os requisitos para autoria, podem ser incluídos nesse item. Os agradecimentos devem constar em um parágrafo à parte, colocado antes das Referências.

Tabelas, quadros e figuras: Tabelas, quadros e figuras devem estar inseridas no corpo do texto logo após serem mencionadas pela primeira vez (Por ex. Tabela 1; Figura 2). Esses itens devem ser formatados de acordo com a seção NORMAS PARA FIGURAS, TABELAS E QUADROS. As fotos devem ser encaminhadas com as autorizações para reprodução de material publicado anteriormente, de ilustrações que podem identificar pessoas e para transferência de direitos autorais e outros documentos que se façam necessários.

Referências

  • As Referências deverão ser reunidas ao final do trabalho, citadas somente as obras utilizadas no texto, em ordem numérica, e ordenadas segundo a sequência de aparecimento no texto, no qual devem ser identificadas pelos algarismos arábicos respectivos sobrescritos. Para listar as referências, não se deve utilizar o recurso de notas de fim ou notas de rodapé do Word.
  • As referências devem estar de acordo com as especificações dos Requisitos Uniformes para Originais Submetidos a Periódicos Biomédicos, conhecido como Estilo de Vancouver, elaborado pelo Comitê Internacional de Editores de Revistas Médicas – ICMJE (http://www.icmje.org). Para maiores esclarecimentos sobre o Estilo de Vancouver, ver o item “Estilo de Vancouver: exemplos de como referenciar”.
  • Para citações diretas de referências bibliográficas devem-se usar aspas na sequência do texto, de acordo com o Estilo de Vancouver, atribuindo a cada autor um número que o identifique.
  • As citações de falas/depoimentos dos sujeitos de pesquisa deverão ser apresentadas entre aspas.
  1. Artigos de revisão: São trabalhos que têm por objetivo apresentar síntese e análise crítica da literatura levantada. Esta deve ser atualizada, referenciada e a discussão atual e pertinente. Deve incluir com clareza a delimitação do problema, dos procedimentos adotados e conclusões. Sua estrutura deve apresentar necessariamente os itens na seguinte ordem: Título (português), Resumo, Introdução, Material e Métodos, Resultados e Discussão, Considerações Finais, Título (inglês), Abstract e Referências. Deverão ter no máximo 40 citações de referências bibliográficas, organizadas em espaço simples.
  2. Relatos de caso e relatos de experiência: São caracterizadas pela apresentação de relatos de caso ou experiência, de conteúdo inédito ou relevante, devendo estar amparada em referencial teórico que dê subsídios a sua análise. Estrutura: Título (português), Resumo, Introdução, Material e Métodos, Relato do Caso ou Relato de Experiência, Discussão, Conclusão, Título (inglês), Abstract e Referências.

 

ESTILO DE VANCOUVER: EXEMPLOS DE COMO REFERENCIAR

  1. LIVROS E MONOGRAFIAS CONSIDERADOS NO TODO

Autor(es) do livro. Título. Edição. Local da publicação: Editora; ano de publicação.

Um autor (pessoa física) – de um até seis autores
Black JG. Microbiologia: fundamentos e perspectivas. 4. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 2002.

Mais de seis autores

Costa SS, Cruz OLM, Oliveira JAA, Lima AS, Mariante AR, Crespo NA, et al. Otorrinolaringologia: princípios e prática. 2. ed. Porto Alegre: Artmed; 2006.

Organizador, editor, coordenador ou compilador como autor

McCloskey JC, Bulechek GM, organizadoras. Classificação das intervenções de enfermagem (NIC). 5. ed. Rio de Janeiro: Elsevier; 2010.

Bonnewitz P, editor. Primeiras lições sobre a sociologia de P. Bourdieu. Petrópolis: Vozes; 2003.

 

Autores corporativos (órgãos governamentais, associações, ONGs etc.)

Comissão Social do Episcopado Francês. SIDA: a sociedade em questão. Bispos franceses falam da AIDS. Tradução de Ephraim F. Alves et al. Petrópolis: Vozes; 1996.

Ministério da Saúde (BR). Plano de reorganização da atenção à hipertensão arterial e ao diabetes mellitus: Manual de Hipertensão e Diabetes mellitus. Brasília: Ministério da Saúde; 2002.

 

Entrada pelo título, quando não há autoria

Diagnóstico de enfermagem da NANDA: definições e classificações – 2012-2014. Tradução de Regina Machado Garcez. Porto Alegre: Artmed; 2012.

Indicação do tradutor

Smeltzer SC, Hinkle JL, Bare BG, Cheever KH. Brunner & Suddarth: tratado de enfermagem médico-cirúrgica. 12. ed. Tradução de Isabel C. F. da Cruz et al. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 2012.

Dicionário e obras de referências similares

Houaiss A, Villar MS. Dicionário Houaiss da língua portuguesa. Com a nova ortografia da língua portuguesa. Rio de Janeiro: Objetiva; 2009.

Teses, dissertações e trabalhos de conclusão de curso

Santos ACG. Assistência à saúde mental/psiquiátrica: analisando a realidade de um hospital no município de João Pessoa. [trabalho de conclusão de curso de Enfermagem]. João Pessoa: Faculdade de Enfermagem Nova Esperança; 2012. 47p.

Trabalhos apresentados em eventos científicos e publicados em anais

Silva Filho AP, Lima ADO, Silva EPL, Pedrosa VC. Hemorragia intracraniana multifocal associada à leucemia aguda com desfecho fatal. In: Anais do X Congresso Brasileiro de Neurocirurgia Pediátrica. Sociedade Brasileira de Neurocirurgia Pediátrica. João Pessoa: Centro de Convenções do Hotel Tambaú. 2013; Maio 15-18. p. 23.

 

  1. CAPÍTULO DE LIVROS

Autor(e)s do capítulo. Título do capítulo. In: Autor(e)s do livro. Título do livro. Edição. Local de publicação: Editora; Ano de publicação. Página inicial-final do capítulo.


Stovall TG. Abortamento precoce e gravidez ectópica. In: Berek JS. Berek & Novak: tratado de ginecologia. 14. ed. Tradução de Cláudia Lúcia Caetano de Araújo. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 2010. p.449-73.

  1. ARTIGO EM PERIÓDICO

Autor(es) (pessoa física) – até seis autores

Autor(e)s do artigo. Título do artigo. Título da revista abreviado. Ano; volume (número): página inicial-final do artigo.

 

Nascimento EM, Santos MF, Martins VM, Cavalcanti AL, Menezes VA, Granville-Garcia AF. Abordagem odontológica de pacientes com hipertensão: um estudo de intervenção. Rev Facul Odontol. 2011; 16(1): 30-35.

  1. MONOGRAFIAS, DISSERTAÇÃO E TESE

 

Autor. Título [Tipo de documento]. Local: Instituição onde foi apresentada; ano.

 

Meneghin AL, Souza DS. A eficácia da drenagem linfática manual no controle de acne facial em adolescentes [monografia]. Barbacena: Universidade Presidente Antônio Carlos; 2007.

 

  1. DOCUMENTOS EM SUPORTE ELETRÔNICO

(CD-ROM, DVD…)

Araújo PAG. Doença hipertensiva específica da gestação: conhecimento das gestantes que realizam pré-natal em Unidade de Saúde da Família. [monografia em CD-ROM]. João Pessoa: Faculdade de Enfermagem Nova Esperança; 2012.

Artigos em sites

Souza KMO, Ferreira SD. Assistência humanizada em UTI neonatal: os sentidos e as limitações identificadas pelos profissionais de saúde. Ciênc Saúde Colet. [periódico na internet] Rio de Janeiro Mar. 2010 [acesso em 18 Jun. 2013]; 15(2): [número de páginas aproximado 6 p.]. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1413-81232010000200024&script=sci_arttext.

 

NORMAS PARA FIGURAS, TABELAS E QUADROS

Posição no Texto

Inseridos logo após terem sido mencionados

Tabelas e quadros

Cada artigo pode conter até 3 (três) tabelas e/ou quadros que não ultrapassem as dimensões máximas de 16 cm (dezesseis centímetros) por 16 cm (dezesseis centímetros)

*Formatação da Tabela

As tabelas devem ser formatadas com espaçamento simples, fonte Times New Roman 12, título justificado na parte superior da tabela (palavra “TABELA” em caixa alta e negrito. Título em caixa baixa, sem negrito, apenas a primeira letra maiúscula). Legenda, se houver, imediatamente abaixo da tabela, justificada e com tamanho de fonte 10.

*Formatação dos quadros

Bordas todas fechadas, espaçamento simples, fonte Times New Roman 12, título justificado na parte superior do quadro (com palavra “QUADRO” em caixa alta e em negrito. Título em caixa baixa, sem negrito, apenas a primeira letra maiúscula). Legenda, se houver, na parte inferior, justificada e com tamanho de fonte 10.

Figuras

Cada manuscrito pode conter até 4 (quatro) Figuras (imagens, gráficos, fotos, desenhos, etc.), que não ultrapassem as dimensões máximas de 8 cm (oito centímetros) de altura por 16cm (dezesseis centímetros) de largura.

*Gráficos

Boa definição. Fonte Times New Roman 12. Sem bordas. Título nos eixos do gráfico (X e Y)

*Figuras

Resolução mínima de 300dpi em extensão JPEG.

Centralizada. Título justificado, na parte inferior da Figura (Palavra “FIGURA” em caixa alta e negrito. Título em caixa baixa, sem negrito, apenas a primeira letra maiúscula) em tamanho de fonte 12, Times New Roman. Título autoexplicativo. 

Legenda, se houver, na parte inferior, justificada e com tamanho de fonte 10.

 TAMANHO DOS ARTIGOS

  • Artigo de Pesquisa (Original) – até 20 laudas (incluindo os resumos, tabelas, figuras e referências).
  • Revisões - até 15 laudas  (incluindo resumos, tabelas, figuras e referências).
  • Relato de Caso  e Relato de Experiência – até 12 laudas (incluindo resumos, tabelas, figuras e referências).

  

Política de Privacidade

Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.