TRATAMENTO E EVOLUÇÃO DE CRIANÇAS AUTISTAS ATENDIDAS EM UMA ASSOCIAÇÃO DE JOÃO PESSOA-PB

  • Cyelle Carmem Vasconcelos Pereira
  • Thaís Alessandra da Silva Borges
  • Rosa Rita da Conceição Marques
Palavras-chave: Autismo Infantil., Deficiências do Desenvolvimento, Evolução Clínica, Terapêutica

Resumo

O autismo é um transtorno de desenvolvimento, que se manifesta antes de 3 anos, cujas áreas afetadas são: interação social, comunicação e comportamento restrito e repetitivo. Destas, buscamos pesquisar a evolução do quadro da interação no tratamento dos transtornos ocasionados pelo autismo. O presente estudo teve como objetivo geral: verificar a evolução da interação social através do tratamento de crianças autistas na Associação de Pais e Amigos dos Autistas no Estado da Paraíba. Trata-se de uma pesquisa de natureza descritiva, com abordagem quantitativa. A coleta de dados foi realizada nos meses de outubro e novembro de 2014 e foi formalizada após aprovação do projeto no Comitê de Ética e Pesquisa da FACENE/FAMENE, sob o protocolo nº 133/2014, e foi realizada com base na Resolução CNS 466/2012. A pesquisa foi realizada na Associação de Pais e Amigos dos Autistas, no município de João Pessoa-PB. A amostra da pesquisa compõe-se de 10 mães ou pais de crianças autistas atendidas semanalmente. A pesquisa teve como instrumento para coleta de dados um formulário contendo perguntas objetivas e subjetivas. Os resultados indicam que 60% dos pais relatam a ausência de fala como o primeiro sintoma das crianças identificado pela família; 10% como uso inadequado de objetos; 10% como mau comportamento; 10% como falta de contato visual, e 10% como a falta de interação social. Com relação às evoluções
apresentadas após o início do tratamento, 40% indicaram que houve melhora da autonomia, como ir ao banheiro ou comer sozinho. 20% apresentaram evolução na interação com pessoas e 20% melhora na concentração e na atenção. Verificamos, portanto, que algumas crianças apresentaram melhoras quanto à concentração e atenção às atividades. Alguns pais relataram a melhora no aspecto do atendimento dos comandos, o que demonstra ser extremamente interessante na relação familiar

Publicado
2015-06-15
Como Citar
Pereira, C., Borges, T. A., & Marques, R. R. da. (2015). TRATAMENTO E EVOLUÇÃO DE CRIANÇAS AUTISTAS ATENDIDAS EM UMA ASSOCIAÇÃO DE JOÃO PESSOA-PB. Revista De Ciências Da Saúde Nova Esperança, 13(1), 76 - 84. https://doi.org/10.17695/revcsnevol13n1p76 - 84
Seção
Ciências da Saúde/Artigo Original