PRODUÇÃO DE PORTA-ENXERTOS CÍTRICOS EM HIDROPONIA

PRODUCTION OF CITRUS ROOTSTOCKS IN HYDROPONIC SYSTEM

Palavras-chave: Citricultura, Propagação, Ambiente Protegido

Resumo

Uma das mais importantes etapas na produção da muda cítrica é a obtenção de porta-enxertos com identidade genética definida, em relação às variedades que se deseja propagar, e isentos de pragas. O presente experimento teve como objetivo estudar o desenvolvimento de porta-enxertos cítricos, até o ponto de enxertia, após sua transferência para sistema de cultivo hidropônico. Foi instalado e conduzido em delineamento inteiramente casualizado, em esquema fatorial 4 porta-enxertos (limoeiro ‘Cravo Santa Cruz’, tangerineiras ‘Cleópatra’ e ‘Sunki Tropical’ e o híbrido TSKC x (LCR x TR) - 059) x 3 alturas de planta na ocasião da transferência (0, 3 e 6 cm), com quatro repetições e dez plantas por parcela, totalizando 480 plantas. O tratamento 0 (zero) correspondeu a sementes submetidas à germinação já em solução nutritiva, enquanto que os tratamentos referentes aos 3 e 6 cm de altura de planta foram mantidos em solução aquosa até o atingimento dessas alturas, quando, então, foram transferidos para solução nutritiva. Avaliou-se (1) a germinação das sementes através do Índice de Velocidade de Emergência (IVE) e percentagem de emergência, (2) o desenvolvimento das plantas e (3) sua produção de biomassa. O híbrido TSKC x (LCR x TR) - 059 teve o IVE reduzido quando cultivado desde a germinação em solução nutritiva. As tangerineiras podem ser semeadas já em solução nutritiva. O limoeiro ‘Cravo Santa Cruz’ e o híbrido TSKC x (LCR x TR) - 059, quando transferidos com 6 cm de altura para a solução nutritiva, tiveram um melhor desenvolvimento em altura e diâmetro. Estes produziram maior quantitativo de biomassa. O limoeiro ‘Cravo Santa Cruz’ apresentou área foliar superior à dos demais porta-enxertos.

Publicado
2021-12-28
Como Citar
Gomes, W., Chalfun, N. N. J., Faquim, V., Peche, P., & Soares Filho, W. (2021). PRODUÇÃO DE PORTA-ENXERTOS CÍTRICOS EM HIDROPONIA. Revista De Ciências Da Saúde Nova Esperança, 19(3), 155-166. https://doi.org/10.17695/rcsnevol19n3p155-166
Seção
Ciências Agrárias/Artigo Original

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##