TRAQUEOBRONCOMEGALIA: DIAGNÓSTICO PRECOCE É POSSÍVEL?

  • João Bruno Ribeiro Machado Lisboa
Palavras-chave: Traqueobroncomegalia, Síndrome de Mounier-Kuhn, Bronquiectasia, Tomografia Helicoidal Computadorizada

Resumo

A traqueobroncomegalia é uma doença rara, de etiologia incerta, determinada pela dilatação acentuada da traqueia e dos brônquios fontes. Apresenta manifestação clínica inespecífica e o diagnóstico se dá pelos exames de imagens. O objetivo é determinar o início da doença. O tratamento é de suporte, não existindo de forma específica. Este trabalho apresenta uma análise das publicações científicas sobre esta enfermidade, através de uma pesquisa bibliográfica. Como resultado, foi observado que o sexo masculino predomina com 87,5%, o sexo feminino representa 12,5% dos casos. Quando dividimos estes pacientes em grupos, que seriam menores de 21 anos, entre 21 e 59 anos, e maiores e igual a 60 anos, ficou distribuído respectivamente com 25%, 43,75% e 31,25%. A TBM tem predomínio no sexo masculino com suas manifestações na infância são muito raras. Seus sintomas são inespecíficos e indistinguíveis da doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) e bronquiectasias. O diagnóstico dessa patologia é dado pelos exames de imagens. Com a dificuldade para diagnosticar a TBM, tem-se a necessidade da realização de pesquisas que enfatize, tanto outras formas para diagnóstico mais precoce e de tratamentos mais específicos.

Publicado
2013-06-15
Como Citar
Machado Lisboa, J. (2013). TRAQUEOBRONCOMEGALIA: DIAGNÓSTICO PRECOCE É POSSÍVEL?. Revista De Ciências Da Saúde Nova Esperança, 11(1), 91 - 99. https://doi.org/10.17695/revnevol11n1p91 - 99
Seção
Ciências da Saúde/Artigo Original

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##