PERFIL DAS VÍTIMAS FATAIS POR ARMA DE FOGO NO MUNICÍPIO DE JOÃO PESSOA

  • José de Freitas Bezerra Júnior
  • Gerson da Silva Ribeiro
  • Nereide de Andrade Virgínio Faculdades Nova Esperança FACENE https://orcid.org/0000-0001-9266-0492
  • Cláudia Germana Virgínio de Souto Faculdades Nova Esperança FACENE https://orcid.org/0000-0001-6240-3647
  • Revista de Ciências da Saúde Nova Esperança 21064777
Palavras-chave: Homicídio, Ferimentos por Arma de fogo, Violência Social

Resumo

Diante da escalada violência em nosso país, a qual vem afetando diretamente a vida dos brasileiros, a Paraíba vem ganhando destaque no cenário nacional frente à violência tão constante na vida dos paraibanos. Esta pesquisa objetiva traçar o perfil dessas vítimas que vem aumentando dia após dia. Trata-se de uma pesquisa documental retrospectiva com abordagem quantitativa. A coleta foi realizada no mês de abril de 2010 e foi formalizada após aprovação do projeto no Comitê de Ética e
Pesquisa da FACENE, sob o protocolo n° 55/10 e foi realizada com base na Resolução CNS 466/2012. A pesquisa foi realizada na Gerência Executiva de Medicina e Odontologia Legal da Paraíba. A amostra foi de 100 prontuários das vítimas fatais por armas de fogo atendidas durante o ano de 2009. Os resultados revelam que a grande maioria das vítimas fatais por armas de fogo (95,0%), no município de João Pessoa são do gênero masculino; 69,05% das vítimas fatais estão na faixa entre 18 e 35 anos; 57,0% das vítimas são solteiras; 43,0% das vítimas pertencentes a este estudo foram atingidas na cabeça, enquanto que 30,0% foram atingidas no tórax; a hemorragia (53) e a lesão cerebral (44) aparecem com maior incidência, sendo importante lembrar que a hemorragia é consequência praticamente de todas as demais causas; 62,0% da população desta pesquisa são egressas da cidade de João Pessoa e 38,0% são egressas das demais cidades que compõem a Região Metropolitana de João Pessoa; o bairro do Cristo Redentor com 10,0%, foi o bairro que registrou o maior número de homicídios por arma de fogo e na Região Metropolitana, Bayeux, foi a cidade que se destacou com alto índice de homicídio com 12,0%. Os dados apresentados indicam que índices de violência são extremamente elevados e apresentam uma tendência de crescimento em toda a população.

Publicado
2016-12-15
Como Citar
Bezerra Júnior, J., Ribeiro, G., Virgínio, N., Souto, C., & Nova Esperança, R. (2016). PERFIL DAS VÍTIMAS FATAIS POR ARMA DE FOGO NO MUNICÍPIO DE JOÃO PESSOA. Revista De Ciências Da Saúde Nova Esperança, 14(1), 15-26. https://doi.org/10.17695/revcsnevol14n1p15-26
Seção
Ciências da Saúde/Artigo Original