SENTIMENTOS E EXPECTATIVAS DE MÃES DE RECÉM-NASCIDOS PREMATUROS DE UMA UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA

  • Déa Silvia Moura da Cruz
  • Fabíola Torres de Brito Oliveira
  • Daniela Karina Antão Marques
  • Ilana Vanina Bezerra de Souza
Palavras-chave: Mães., Prematuro., Recém-nascido., Unidades de Terapia Intensiva.

Resumo

O nascimento de um bebê prematuro representa um evento estressante para toda a família. Devido às condições de instabilidade orgânica do bebê e à necessidade de cuidados médicos especializados, oferecidos em Unidades de Tratamento Intensivo Neonatal (UTIN), a família passa a experimentar a separação do bebê prematuro e a incerteza sobre sua evolução clínica e sobrevivência. A importância do relacionamento mãe-filho enquanto atitude de amor que favorece o desenvolvimento do recém-nascido (RN) e estreita o vínculo afetivo entre os dois, e ainda, a importância em estabelecer uma relação de ajuda entre a equipe multiprofissional e a mãe, justificam o presente estudo. Foram objetivos do estudo investigar quais os sentimentos e expectativas das mães de RN’S prematuros de uma UTIN e conhecer como se estabelece a relação entre mãe e a equipe multiprofissional. A pesquisa foi do tipo exploratória com abordagem qualitativa, realizada com 4 mães de Rn’s na Maternidade Frei Damião, em agosto de 2013. As categorias encontradas foram: vivências do parto prematuro; vivenciando o reestabelecimento do vínculo mãe-bebê; cuidados maternos na UTIN; a equipe multiprofissional como suporte na capacitação das mães para o cuidar. A partir do momento em que a equipe compreende os sentimentos vivenciados pelas mães na UTIN, colocando-se à disposição para atendê-las nas suas necessidades, mantendo com elas uma relação dialógica, capacitando-as e empoderando-as ao cuidar do bebê prematuro, a relação mãe-bebê é estabelecida e os laços com a equipe são estreitados.

Publicado
2019-02-14
Como Citar
Cruz, D., Brito Oliveira, F., Antão Marques, D., & Souza, I. V. (2019). SENTIMENTOS E EXPECTATIVAS DE MÃES DE RECÉM-NASCIDOS PREMATUROS DE UMA UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA. Revista De Ciências Da Saúde Nova Esperança, 14(2), 105-114. Recuperado de https://revista.facene.com.br/index.php/revistane/article/view/88
Seção
Ciências da Saúde/Artigo Original

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##