O LÚDICO NO ENFRENTAMENTO DA HOSPITALIZAÇÃO: PERCEPÇÃO DA FAMÍLIA

  • Carolina Maria Lucena de Medeiros
  • Oneide Raianny Monteiro Lacerda
  • Ilana Vanina Bezerra de Souza
  • Adriana Lira Rufino de Lucena
  • Daniela Karina Antão Marques
Palavras-chave: Hospitalização, Criança, Família

Resumo

O nascimento de um filho gera motivos de realização e novas expectativas para as famílias. A hospitalização nessa fase da vida é um momento de dificuldades e que necessita de mecanismos diversos de enfrentamento pela família. Os objetivos desta pesquisa são analisar, na percepção da família, a importância do lúdico no enfrentamento da hospitalização da criança; identificar o conhecimento dos familiares acerca da atividade lúdica no ambiente hospitalar; verificar, na opinião da família, se o lúdico favorece a aceitação ao tratamento da criança, e se favorece a melhora do estado de saúde da criança; verificar, na opinião da família, a evolução na autoestima da criança após atividades lúdicas. Pesquisa exploratório-descritiva, quanti-qualitativa, realizada no Hospital Arlinda Marquês, em João Pessoa-Paraíba. A pesquisa obedeceu aos princípios éticos da Resolução 196/96 do CNS e da Resolução 311/2007 do COFEN e foi aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa, sob o protocolo 176/2011. A coleta de dados foi realizada no mês de outubro de 2011 com 10 familiares de crianças internadas. Analisados com a técnica do Discurso do Sujeito Coletivo, os resultados mostram que as mães têm filhos com mais maturidade, entre 28 a 57 anos, correspondendo a 60% da amostra; e com idade entre 18 a 27 anos correspondendo a 40%. De acordo com a categoria profissional é observado que 50% das entrevistadas são do lar e as outras 50% tem sua profissão. O DSC nos revelou a importância do lúdico na hospitalização infantil, como também vista a preocupação das mães com as crianças acima de 14 anos onde elas sentem a falta de jogos, já que está idade sente menos necessidade de brincar. Após a análise percebi também, quando disponibilizado o brinquedo ou algum tipo de animação por parte do profissional, a facilidade na executar os procedimentos. Os objetivos foram alcançados.

Publicado
2019-09-26
Como Citar
de Medeiros, C. M., Monteiro Lacerda, O., Bezerra de Souza, I., Rufino de Lucena, A., & Antão Marques, D. (2019). O LÚDICO NO ENFRENTAMENTO DA HOSPITALIZAÇÃO: PERCEPÇÃO DA FAMÍLIA. Revista De Ciências Da Saúde Nova Esperança, 11(2), 116 - 130. https://doi.org/10.17695/revcsnevol11n2p116 - 130
Seção
Ciências da Saúde/Artigo Original

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##

1 2 > >>