COMPOSIÇÃO QUÍMICA E ENERGÉTICA DE ALIMENTOS UTILIZADOS PELA POPULAÇÃO DO ESTADO DA PARAÍBA

  • Carolina Uchôa Guerra Barbosa
  • Homero Perazzo Barbosa
Palavras-chave: Termos para indexação, composição química, nutrientes, valor nutritivo, energia bruta

Resumo

Esta pesquisa foi realizada com o objetivo de quantificar os nutrientes e os valores energéticos do amendoim (Arachis hypogaea), aveia (Avena sativa), batata doce (Ipomoea batatas), caju (Anacardium occidentale), cana-de-açúcar (Saccharum officinarum), cardeiro (Cereus chrysostele), coco (Coccos nucifera), gergelim (Sesamum indicum), girassol (Helianthus annuus), jaca (Artocarpus integrifolia), linhaça (Leucaena leucocaephala), mandioca (Manihot utilissima), milho (Zea mays), palma miúda (Nopalea cochenillifera) e soja (Glycine indica). Destacam-se os teores de proteína bruta do amendoim, polpa do fruto do cardeiro, folha de mandioca e soja. As oleaginosas apresentaram os maiores valores energéticos. Os teores de cálcio da palma miúda, de fósforo do amendoim e nitrogênio da soja, se sobressaem em relação aos demais. Assim sendo, os alimentos estudados se apresentam como boa fonte de nutrientes. A importância da utilização desses alimentos, no estado da Paraíba, está baseada fundamentalmente em suas características nutritivas, proporcionando melhores perspectivas à alimentação de sua população.

Publicado
2004-04-20
Como Citar
Guerra Barbosa, C., & Barbosa, H. (2004). COMPOSIÇÃO QUÍMICA E ENERGÉTICA DE ALIMENTOS UTILIZADOS PELA POPULAÇÃO DO ESTADO DA PARAÍBA. Revista De Ciências Da Saúde Nova Esperança, 2(1), 66 - 73. https://doi.org/10.17695/revnevol2n1p66 - 73

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##