USO DE PEÇAS CADAVÉRICAS FORMOLIZADAS PARA O ESTUDO DE PULMÕES DE FUMANTES

  • José Calixto Silva Neto
  • José Geraldo Tenório de Brito Barboza
  • Andréa dos Santos Silva
  • Kíssia Roberta de Luna Celani
  • Marcella da Nóbrega Lopes
  • Tânia Regina Ferreira Cavalcanti
Palavras-chave: Pulmão., Poluição por Fumaça de Tabaco., Anatomia., Pneumopatias.

Resumo

A poluição, gerada nos centros urbanos, afeta a saúde da população causando diversas doenças respiratórias. Um dos grandes fatores causadores das doenças pulmonares é o tabagismo, em ampla ascensão. Componentes da fumaça do cigarro causam grandes alterações morfológicas nos pulmões, comprometendo seu funcionamento. O tabagismo causa a morte de mais de 300 pessoas por ano no Brasil. Com o objetivo de relacionar a incidência de tabagismo às pneumopatias, como o câncer de pulmão (CP), realizou-se uma pesquisa descritiva na Faculdade de Medicina Nova Esperança, tomando como objeto os pulmões disponíveis no laboratório de anatomia. A triagem dos pulmões se deu através de uma contagem, separando-os em direito e esquerdo e quais apresentavam características de fumantes ou não. Foram selecionados um total de 59 pulmões. De acordo com a pesquisa, percebeu-se que dos 59 pulmões analisados, durante a pesquisa, 26 foram considerados de pessoas fumantes (44%) e 33 de pessoas não-fumantes (56%). Foram observados 18 pulmões direitos e 15 esquerdos de não-fumantes. E dos 26 pulmões de pessoas fumantes, 14 eram direitos e 12 esquerdos. O câncer de pulmão é o mais incidente em todo o mundo, sendo o tabagismo um fator significativo. O risco relativo para carcinoma de pulmão em fumantes é de 20 a 30 vezes maior do que em pessoas que nunca fumaram. O risco está relacionado ao número de cigarros fumados por dia, idade de início, duração do tabagismo e grau de inalação. Os principais sintomas do CP são fadiga, dor, dispneia e insônia. A partir da pesquisa elaborada, percebeu-se um alto índice de pulmões caracterizados como fumantes, demonstrando maiores riscos de desenvolvimento de câncer de pulmão pela população. Verificou-se também que características morfológicas como o aparecimento de manchas escurecidas nesses órgãos não são dadas apenas pelo uso de tabaco, mas também pela poluição atmosférica.

Publicado
2019-02-14
Como Citar
Silva Neto, J., Barboza, J. G. T., Silva, A., de Luna Celani, K., Lopes, M., & Cavalcanti, T. R. (2019). USO DE PEÇAS CADAVÉRICAS FORMOLIZADAS PARA O ESTUDO DE PULMÕES DE FUMANTES. Revista De Ciências Da Saúde Nova Esperança, 14(2), 123-130. https://doi.org/10.17695/rev ciên saúde nova esperança/issn.2317-7160.142a2016123-136
Seção
Ciências da Saúde/Artigo Original

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##