ENTENDIMENTO APRESENTADO POR MÉDICOS E ENFERMEIROS SOBRE O TRANSPLANTE DE ÓRGÃOS

Palavras-chave: Transplante de Órgãos., Sistema Nacional de Transplantes., Captação de órgãos.

Resumo

O presente estudo avaliou o entendimento de médicos e de enfermeiros a respeito do transplante de órgãos e caracterizou-se como uma pesquisa de campo, descritiva e com abordagem quantitativa. A pesquisa foi realizada em quatro instituições hospitalares do município de João Pessoa, PB. A amostra foi composta por 320 profissionais, que foram entrevistados entre os meses de dezembro de 2015 a janeiro de 2016. O instrumento escolhido para a coleta de dados foi um questionário estruturado em duas partes: dados com identificação dos participantes; e dados relacionados à temática sobre conhecimento de transplante de órgãos. Para a análise quantitativa foi utilizado o pacote estatístico SPSS (Versão 18). Verificou-se que a maior parte dos profissionais entrevistados são doadores de órgãos e que uma quantidade considerável dos médicos relatou nunca ter aberto um protocolo de morte encefálica. Por outro lado, existe uma carência do ensino sobre transplante de órgãos no ensino superior que justifica os resultados encontrados na pesquisa. Além disso, com relação aos enfermeiros, observou-se que esses carecem de mais estudos acerca do protocolo de manutenção hemodinâmica de pacientes em morte encefálica.

Publicado
2018-12-15
Como Citar
Bezerra, D., Cavalcanti, T., Nogueira, W., Bonzi, A., & França, A. (2018). ENTENDIMENTO APRESENTADO POR MÉDICOS E ENFERMEIROS SOBRE O TRANSPLANTE DE ÓRGÃOS. Revista De Ciências Da Saúde Nova Esperança, 16(3), 25-32. https://doi.org/10.17695/issn.2317-7160.v16n3a2018p25-32
Seção
Ciências da Saúde/Artigo Original

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##